Skip to Content

Iniciação Científica

    Poucas áreas do conhecimento moderno tiveram tanto desenvolvimento no último século quanto a física nuclear. Teorias elegantes, grandes laboratórios e propostas de energia em abundância, são apenas alguns aspectos desses avanços.

Colisão entre íons de chumbo em um detector do experimento NA49, no CERN.  

Nosso grupo não fica atrás. Lidamos com uma das atuais fronteiras da física nuclear, a investigação experimental da existência do plasma de quarks e gluons. Nossos alunos tem uma possibilidade real de contato com essas fronteiras.

    Com a iniciação científica, eles experimentam, na prática, os conhecimentos adquiridos em sala de aula, além de receberem um conhecimento mais sólido em física nuclear. A iniciação científica é o hoje o caminho mais curto para a introdução do aluno no mundo da ciência.

    Além disso, a iniciação científica tem sido a porta de entrada para a pós-graduação e a vida acadêmica, pois, desde o começo, o aluno tem um contato com a pesquisa e seus encargos. Um projeto é montado, relatórios são apresentados, consultas a referências são constantes. Enfim, tudo o que um pós-graduando e um pesquisador enfrentam, obviamente em graus diferentes, em seu dia-a-dia.

     Nosso programa de iniciação científica tem como objetivos principais introduzir o aluno a pesquisa científica, procurando mostrar na prática como funciona a atividade de pesquisa na área de Física Nuclear e transmitir o conhecimento científico relacionado a nossa área de pesquisa ao aluno, permitindo que ele descubra se seu interesse profissional está na área acadêmica em que atuamos. Procuramos atingir esses objetivos através de várias atividades que devem proporcionar um convívio do aluno com os vários integrantes do nosso grupo; discussões das mais variadas, envolvendo tanto assuntos específicos da área de Física Nuclear, como assuntos mais gerais sobre Física e participação nas atividades experimentais, tanto relacionadas a instrumentação como a análise de dados. As atividades previstas no programa de iniciação científica do nosso grupo são:

  • Um projeto individual para cada aluno, que é supervisionado por um membro senior do grupo (professores e pos-docs);
  • Reuniões periódicas onde os próprios alunos expõem algum assunto de seu interesse. Ele pode estar relacionado tanto a seu projeto de pesquisa, como a algum curso que o aluno esteja frequentando, ou mesmo um assunto mais geral sobre física;
  • participação nos períodos de tomada de dados do grupo no Laboratório Aberto de Física Nuclear Pelletron-Linac.

     Se você é aluno de graduação do IFUSP e possui interesse em participar desse programa, por favor, entre em contato conosco.

Trajetória de partículas de uma das primeiras colisões a uma energia total de 7 TeV no experimento ALICE .